Sexta-feira, 18 de  janeiro de 2019
Ministra da Agricultura garante máquinas para o RS

O presidente do PSB/RS, deputado federal José Stédile, esteve reunido com a Ministra de Agricultura, Tereza Cristina, na quarta-feira (16) em Brasília. A ministra se comprometeu em ajudar o Rio Grande do Sul com a doação de máquinas e equipamentos para a recuperação e conservação de estradas rurais.

Esta parceria é fundamental para melhorarmos as estradas vicinais por onde é transportada a produção agrícola do nosso Estado", afirmou Stédile.

 

Texto e Foto: Divulgação

 

CEF confirma para Stédile mais de R$ 1 bilhão para habitação no RS

O deputado federal José Stédile recebeu a confirmação que o Rio Grande do Sul será contemplado com R$ 1 bilhão e 19 milhões do governo federal, através da Caixa Econômica Federal, para ações e programas que visam a promoção da habitação popular em todo o Estado. A definição ocorreu durante reunião, nesta quarta-feira (16), em Brasília, com o diretor executivo de habitação da CEF, Paulo Antunes de Siqueira.

“É uma ótima notícia. Temos um grande desafio para amenizar o déficithabitacional e ofertar melhores condições de vida à população”, destacou Stédile, que assumirá a titularidade da secretaria de Obras e Habitação do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro.

Também esteve presente na reunião a superintendente de negócios de Habitação da CEF, Angélica Corrêa.

Franciane articula movimento pelo veto de bebidas nos estádios

Preocupada com o retorno da comercialização de bebidas alcoólicas aos estádios de futebol, por um projeto de lei aprovado sem debate na ALRS, em dezembro/2018, e que encontra-se com o governador para sanção, a deputada eleita Franciane Bayer (PSB) articula movimento para que prevaleça a lei já existente (12.916/2008), de autoria do colega de partido Miki Breier (atual prefeito de Cachoeirinha), que proíbe a prática nos clubes, em vigor há 10 anos. A luta de Franciane junto a Miki, é para que o novo PL seja vetado pelo governador. Ministério Público, Brigada Militar, Polícia Civil e Sindicato Médico do Rio Grande do Sul são alguns dos órgãos públicos que manifestam seu apoio. “Não podemos retroceder e pedimos ao governador que o PL seja vetado. Queremos que a paz e a tranquilidade de podermos assistir aos jogos em família nos estádios, se mantenha”, enfatiza Franciane, chamando a sociedade para debate.

Texto e Foto: Divulgação Assessoria Franciane Bayer

Deputado Elton Weber doará ajuda de custo paga pela Assembleia

O deputado Elton Weber (PSB) doará a ajuda de custo paga a deputados estaduais em cada início e final de mandato. A verba, de R$ 25,3 mil, equivalente a um salário, é destinada a custear despesas extras a cada nova legislatura.

Reeleito, Weber doará todo o recurso proveniente da Resolução 3.104/2013 a instituições ou projetos sociais, feitos os descontos legais. O deputado está analisando quais entidades serão beneficiadas. 

As doações serão declaradas no Imposto de Renda. “Nem cogitava receber esse benefício, pois não estou entrando nem saindo da Assembleia. Quando tomei conhecimento do pagamento, decidi que faria doações diretas à sociedade.”

O deputado conclui: “Não tem cabimento receber esse dinheiro, pois nada muda na minha rotina parlamentar.”

Deputado Elton Weber doará ajuda de custo paga pela Assembleia

O deputado Elton Weber (PSB) doará a ajuda de custo paga a deputados estaduais em cada início e final de mandato. A verba, de R$ 25,3 mil, equivalente a um salário, é destinada a custear despesas extras a cada nova legislatura.

Reeleito, Weber doará todo o recurso proveniente da Resolução 3.104/2013 a instituições ou projetos sociais, feitos os descontos legais. O deputado está analisando quais entidades serão beneficiadas. 

As doações serão declaradas no Imposto de Renda. “Nem cogitava receber esse benefício, pois não estou entrando nem saindo da Assembleia. Quando tomei conhecimento do pagamento, decidi que faria doações diretas à sociedade.”

O deputado conclui: “Não tem cabimento receber esse dinheiro, pois nada muda na minha rotina parlamentar.”

Agricultura familiar entrega pauta para a futura ministra Tereza Cristina

Acompanhado pelo presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag/RS), Carlos Joel da Silva, o deputado Heitor Schuch, esteve reunido com a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, nesta quinta-feira (13), em Brasília. Também participaram da audiência representantes das federações de Santa Catarina e do Paraná. As lideranças entregaram a pauta de reivindicações da agricultura familiar do Sul do Brasil.
O documento destaca a necessidade de políticas públicas diferenciadas para o setor, assim como a preocupação com os altos juros dos financiamentos para a agricultura familiar, a redução de recursos orçamentários para programas importantes como o Pronaf , a ATER e o PAA e a necessidade de ampliação da verba e novos enquadramentos para o crédito fundiário.
A crise do leite também esteve na pauta, com o pedido da suspensão imediata das importações e compras governamentais para poder escoar a produção. Segundo Tereza, se o atual governo não barrar a entrada de leite no Brasil até o final do mandato, seu primeiro ato enquanto ministra será suspender imediatamente as importações de lácteos do Mercosul.
Também anunciou, em primeira mão, o nome do futuro secretário da Agricultura Familiar dentro do Ministério da Agricultura. Nos próximos dias deverá ser oficializado para o cargo o nome de Fernando Schwanke, ex-prefeito de Rio Pardo. "A audiência foi positiva, abrimos um importante canal de diálogo e de encaminhamentos para os pleitos do setor", avaliou Schuch, que é presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar.

Mais de PSB nos Parlamentos

Produção, desenvolvimento e manutenção: