Sexta-feira, 22 de  março de 2019

Heitor Schuch preside a Frente Parlamentar da Agricultura Familiar

Imprimir
Escrito por Luciane Ferreira  |  Categoria: Blog
 |  Acessos: 41

 

 

 

 

A Câmara dos Deputados reinstalou, nesta quinta-feira (21), a Frente Parlamentar Mista da Agricultura Familiar do Brasil. Lançada em 2015, no início da 55ª Legislatura, o colegiado tem trabalhado no intuito de fortalecer o setor e servir de mediadora entre entidades da sociedade civil e o Congresso Nacional. O presidente da Frente, deputado Heitor Schuch, reforçou que, para a agricultura familiar se fortalecer, é preciso ter renda e acesso a infraestrutura, como internet, assistência técnica e pesquisa. “Este é um segmento que foi abandonado quando terminaram o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), e nós precisamos agora fazer o caminho de volta, antes de todos irem embora”, declarou. 

 Após ser aprovado o estatuto da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, foi apresentada sugestão da Coordenação Geral para conduzir as atividades da frente nessa 56ª Legislatura com os seguintes nomes: para presidente Heitor Schuch e para vice-presidente, o deputado Vilson da Fetaemg (PSM-MG). "Os números mostram o que é a agricultura familiar e eu vejo com preocupação como a nossa ela está sendo tratada, principalmente agora com a reforma da previdência. Nós temos que dar as mãos, porque se não conseguirmos mudar esse pacote, muitos agricultores familiares terão dificuldade de permanecerem no campo”, criticou o parlamentar mineiro. 

Outras metas a serem cumpridas pela frente são a articulação de mecanismos de integração, promoção de debates, seminários e congressos, além do desenvolvimento de campanhas de informações à sociedade brasileira sobre a importância desse setor para a segurança alimentar da população em geral. O gaúcho Heitor Schuch também seguirá atento e trabalhando na defesa dessa causa. "Somos contra o aumento de cinco anos para a idade mínima de aposentadoria da agricultora e vamos trabalhar para derrubar essa proposta."

Nesse contexto, o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) considera necessário concentrar forças em torno de bandeiras que se mostram urgentes, como a Medida Provisória (MP) 871, que exclui os sindicatos das entidades credenciadas a emitirem declarações que tornam aptas as solicitações dos benefícios da previdência. "Essa exclusão é extremamente prejudicial à agricultura familiar e ao trabalhador. Não teremos o serviço público que chegue nos povoados do interior do Maranhão para dar atenção àquelas pessoas como o sindicato faz", explicou.

 Representante de São Paulo (SP), a deputada Rosana Valle (PSB) falou sobre a importância que a agricultura familiar exerce no Vale do Ribeira, interior do Estado, e também pediu o fortalecimento de programas já existentes para o setor. "Quero colaborar no que for necessário, para que possamos reivindicar novos programas e fortalecer os que já existem para dar apoio à agricultura familiar e às famílias que dependem dela naquela região", completou.  

Para o deputado Elias Vaz (PSB-GO), em um momento difícil no País, de muita desigualdade social, uma das bases para enfrentar esse problema é exatamente pelo fortalecimento da agricultura familiar. "Esse é o caminho, do ponto de vista ambiental, social, da justiça em si; o melhor caminho", disse. Também participaram do evento os deputados socialistas Rodrigo Coelho (SC), Rodrigo Agostinho (SP) e Denis Bezerra (CE).

 

(Assessoria de Comunicação Liderança PSB/Câmara)

EM PAUTA NA MÍDIA

Mais notícias da Pauta Socialista

MOVIMENTOS SOCIALISTAS

Produção, desenvolvimento e manutenção: