Segunda-feira, 10 de  dezembro de 2018

PSB aprova manutenção da coligação com MDB e nome de Beto Albuquerque ao Senado

Imprimir
Escrito por Luciane Ferreira  |  Categoria: Blog
 |  Acessos: 1019

O Partido Socialista Brasileiro homologou neste sábado (21) os nomes para as eleições de 2018. Beto Albuquerque disputará uma vaga ao Senado. Além disso, foram lançados oficialmente 35 candidatos para a Assembleia Legislativa e 32 para a Câmara dos Deputados. Os socialistas aprovaram, com ampla maioria, a manutenção da coligação com o MDB e apoio à reeleição de José Ivo Sartori ao Governo do Estado. 

O presidente estadual do PSB, deputado federal José Stédile, salientou a importância do processo democrático que ouviu os filiados durante nove encontros municipais, regionais e reunião do diretório.  “Após os debates, o partido demonstrou muita força, democracia interna e acredito na nossa unidade para enfrentar as eleiçoes”, avaliou.

Na abertura do Congresso, Beto Albuquerque, disse estar convicto que o PSB irá ampliara sua representação na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa e afirmou estar preparado para ganhar a primeira vaga no Senado Federal. “Este será um ano histórico para o PSB gaúcho, que pela primeira vez terá um senador da República. Serei um senador municipalista, que olhará para inversão dos valores e competências que hoje o Governo Federal tem em relação aos estados”, disse ao defender a repactuação da dívida do Rio Grande do Sul e a auditoria da dívida pública. 

Diante de militantes entusiasmados que lotaram o auditório Dante Barone na Assembleia Legislativa, Beto destacou que hoje o país está diante de novos desafios e que para enfrentá-los será preciso união, trabalho e novas iniciativas. “Quem está no poder e ainda não fez nada, pode preparar as malas que o PSB está chegando”.

Pré-candidato ao Governo do Estado, José Ivo Sartori, participou do encerramento do Congresso, onde agradeceu a receptividade e confiança do PSB e destacou que no processo de mudança e transformação do Rio Grande do Sul, todos ajudaram para que fosse o feito o necessário. “Muitas vezes tivemos que tomar medidas amargas para enfrentar a crise, mas nunca faltou transparência e trabalho”. Sartori destacou ainda, o exemplo de Eduardo Campos, “que segue servindo de inspiração”, além dos avanços do governo nas áreas sociais. 

 

O vice-presidente do PSB, Mário Bruck, também apresentou o trabalho dos núcleos temáticos da sigla que definiram três eixos para contribuir com as políticas públicas de Estado.

Texto: Fabiana Calçada

Foto: Priscila Valerio

EM PAUTA NA MÍDIA

Mais notícias da Pauta Socialista

MOVIMENTOS SOCIALISTAS

Produção, desenvolvimento e manutenção: