Segunda-feira, 23 de  outubro de 2017

PSB gaúcho pede expulsão de parlamentares insubordinados e defende candidatura própria à presidência em 2018

Imprimir
Escrito por Daniela de Miranda  |  Categoria: Blog
 |  Acessos: 113

Durante a reunião do Diretório estadual do PSB/RS ocorrida na noite de sexta-feira (29) no plenarinho da Assembleia Legislativa do Estado, os dirigentes socialistas aprovaram quatro moções por unanimidade.

A primeira de repúdio, pedindo a expulsão dos parlamentares  que foram contra as decisões do partido e votaram a favor da reforma trabalhista. Nesta moção também está incluído o protesto contra as posturas incoerentes e desleais dos líderes das bancadas do PSB na Câmara dos Deputados e no Senado. "Chega de constrangimento e insubordinação daqueles que conquistaram mandatos pelo PSB e usam o partido para seus interesses pessoais", destaca o texto. 

Outra proposta aprovada defende a candidatura própria do partido na eleição presidencial de 2018. A terceira moção é de apoio à reeleição de Carlos Siqueira para presidente nacional do PSB no Congresso que ocorrerá em 12,13 e 14 de outubro em Brasília. A quarta moção aprovada pelos socialistas gaúchos é contra a aprovação do sistema eleitoral chamado "distritão" que está em debate no Congresso Nacional.

 Durante a reunião, os integrantes do Diretório do PSB definiram também a programação e os temas de debate para o Congresso Estadual que será realizado dia 2 de setembro no Auditório Dante Barone da ALRS, quando ocorrerá eleição da nova Direção da sigla para o mandato de 2018/2020. A abertura do Congresso Estadual ocorrerá às 11h. 

Os Movimentos organizados do PSB realizarão seus respectivos congressos no mesmo dia 02/09, das 8h às 11h, nas salas das comissões temáticas da ALRS.

 

EM PAUTA NA MÍDIA

Mais notícias da Pauta Socialista

MOVIMENTOS SOCIALISTAS

Produção, desenvolvimento e manutenção: